Você gostaria de fazer do português o idioma padrão deste site?
2009-04-29

Lula apoia candidatura de Rousseff à Presidência

Winston F. Burges

Apesar do anúncio recente de que Dilma Rousseff está com câncer linfático, tanto o partido como o presidente Luiz Inácio Lula da Silva apoiaram a nomeação da candidata à Presidência pelo Partido dos Trabalhadores (PT) para as eleições gerai

TAMANHO DO TEXTO
Dilma Rousseff, atual ministra da Casa Civil, é candidata do Partido dos Trabalhadores (PT) para a sucessão do presidente Lula nas eleições presidenciais de outubro de 2010.

Dilma Rousseff, atual ministra da Casa Civil, é candidata do Partido dos Trabalhadores (PT) para a sucessão do presidente Lula nas eleições presidenciais de outubro de 2010.

BRASÍLIA, Brasil ― Apesar do anúncio recente de que Dilma Rousseff está com câncer linfático, tanto o partido como o presidente Luiz Inácio Lula da Silva apoiaram a nomeação da candidata à Presidência pelo Partido dos Trabalhadores (PT) para as eleições gerais de outubro de 2010.

Já disse publicamente que Dilma é a minha candidata, mas sua candidatura precisa passar primeiro pelo Partido dos Trabalhadores (PT) e pela coalizão do governo. Porém, a prioridade agora é sua saúde, o presidente brasileiro disse à ANSA.

Rousseff, de 61 anos é a atual ministra da Casa Civil, responsável pela execução de um plano ambicioso de obras públicas com um orçamento de US$ 260 bilhões, que foi lançado pelo governo em 2007 e deve ser concluído até 2011, segundo informações da ANSA.

A ministra revelou em 25 de abril em São Paulo que foi extraído um linfoma (tumor cancerígeno do sistema linfático) da sua axila esquerda e que ela vai fazer quimioterapia durante quatro meses. Rousseff disse à agência EFE que, apesar da quimioterapia agressiva, os médicos garantiram que ela poderá continuar com sua rotina e terá mais de 90% de chances de cura.

A novidade é que tudo está sob controle. A medicina têm muitos recursos para tratar da doença e, como foi detectada logo no início, não deve interferir no ritmo de trabalho da ministra, afirmou o deputado Ricardo Berzoini, presidente do PT, em entrevista à EFE. Para nós, isso não afeta em nada os planos [para a campanha eleitoral do ano que vem].

No entanto, os analistas políticos têm opiniões diferentes. Mesmo que não queira, Rousseff terá que diminuir a exposição pública que Lula havia planejado para apresentá-la ao povo e conquistar as intenções de voto, Carlos Lopes, analista da consultora política SantaFe Ideias, disse à AFP.

Durante o tratamento, haverão especulações [...], mas depois sobrará muito tempo para recuperar terreno até as eleições, disse João Augusto de Castro Neves, analista da CAC Consultora Política. Porém, se isso não acontecer, ficará difícil para o PT encontrar outro candidato e apresentá-lo ao eleitorado.

A Constituição brasileira proíbe um presidente de concorrer a um terceiro mandato consecutivo e Lula afirmou que não tinha intenção de se reeleger. As eleições estão marcadas para outubro de 2010 e, de acordo com os números oficiais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mais de 127 milhões de cidadãos elegerão o novo presidente.

Você gostou desta reportagem?

0Rating_no

Incluir seu comentário

Pesquisa
Você considera o crime organizado uma ameaça à estabilidade em seu país?
Ver resultados