Você gostaria de fazer do português o idioma padrão deste site?
2009-05-07

Possível reeleição de García não é bem recebida

Omar Bonilla A.

A possibilidade de que o presidente peruano Alan García tentará se reeleger para um segundo mandato consecutivo, o que atualmente não é permitido pela Constituição, encontrou desaprovação generalizada na arena política peruana e a tentativa parec

TAMANHO DO TEXTO
Ollanta Humala, nacionalista peruano e líder da oposição, também vai se candidatar nas eleições gerais de 2011. A idéia da possível reeleição do presidente García não foi bem recebida no país.

Ollanta Humala, nacionalista peruano e líder da oposição, também vai se candidatar nas eleições gerais de 2011. A idéia da possível reeleição do presidente García não foi bem recebida no país.

LIMA, Peru ― A possibilidade de que o presidente Alan García tentará se reeleger para um segundo mandato consecutivo, o que atualmente não é permitido pela Constituição, encontrou desaprovação generalizada na arena política peruana e a tentativa parece condenada ao fracasso.

José Vargas, presidente da Comissão de Constituição do Congresso unicameralista do Peru, do governista Partido Aprista Peruano, mencionou tal possibilidade, segundo informações da AFP. Vargas acredita que dar continuidade ao mandato de García seria justo porque ele fez as coisas certas. Conforme o legislador, García poderia seguir o exemplo dos presidentes Álvaro Uribe (Colômbia), Rafael Correa (Equador) e Hugo Chávez (Venezuela).

Entretanto, diversos analistas e políticos da oposição acreditam que é pouco provável que o presidente García decida promover uma reforma constitucional para ter o caminho livre para se candidatar. Alan García é um político experiente e sabe que a sua popularidade voltou a cair nas pesquisas, o sociólogo Carlos Reyna disse ao jornal La República.

A oposição peruana se opõe à possibilidade de os aliados do governo incentivarem uma reforma constitucional antes das eleições de 2011. As regras são claras: não pode haver uma interpretação da Constituição e não se pode modificar as regras do jogo dessa maneira, o parlamentário Raúl Castro Stagnaro disse à DPA ao anunciar que a bancada da aliança conservadora Unidade Nacional vai se opor a uma reforma da Carta Magna caso ela seja proposta formalmente.

A reeleição não é o caminho certo, porque cria a tentação de permanecer no poder, como o que está se passando nos países vizinhos, opinou Wilder Bendezú, diretor do Partido Aprista Peruano, que se distanciou da facção governamental.

García, de 59 anos, cujo governo centro-direitista conta com 29,2% de popularidade, não demonstrou nenhuma intenção de tentar se reeleger em 2011, apesar de ter dito várias vezes que gostaria de concorrer novamente em 2016. García já foi presidente do Peru entre 1985 e 1990.

Os candidatos para as eleições de abril de 2011 já começaram a se preparar. Entre eles destacam-se o nacionalista Ollanta Humala, Keiko Fujimori (filha do ex-presidente Alberto Fujimori) e o ex-presidente Alejandro Toledo, que governou de 2001 a 2006.

Você gostou desta reportagem?

1

Incluir seu comentário

5 comentários

  1. 09/24/2009

    O presidente García é um democrata por excelêcia e está convencido de que a sucessão no governo deve ser feita de acordo com o mandato constitucional e em vez de se preocupar com as eleições que estão chegando ele está submerso nas suas tarefas para nos deixar no fim da administração como um país viável e em vias de desenvolvimento a favor de todos os peruanos. Existem obras de conteúdo social profundo como o programa ÁGUA PARA TODOS e ENERGIA ELÉTRICA para milhares de povoados nas nossas montanhas e florestas, assim como a erradicação total do analfabetismo

  2. 07/30/2009

    em resposta ao primeiro comentário, tenho de refutar categoricamente que as pessoas não têm memória. o problema é que a partidocracia peruana, a lei sobre os partidos políticos e as leis eleitorais são fixadas para fechar a porta a novos partidos e candidatos do povo e há muitos não é? leiam o art. 37, 99 da cpe sem contar com o 15, por isso é que sofremos com esses presidentes reeleitos apesar de serem comparados com câcer e AIDS, temos falta de cultura política e não de memória, obrigado, escrevam para mim e vamos ficar em contato.

  3. 05/20/2009

    Alan Garcia, com politicas duvidosas cheias de corrupções, já que nos seus 2 mandatos se multiplicam los narcoterroristas, traficantes de drogas i de armas, los três poderes comprometidos com políticos entregues a ganancia sim escrúpulos, estan levando a seu país a um desastre politico, económico e social.

  4. 05/20/2009

    Alan Garcia, com politicas duvidosas cheias de corrupções, já que nos seus 2 mandatos se multiplicam los narcoterroristas, traficantes de drogas i de armas, los três poderes comprometidos com políticos entregues a ganancia sim escrúpulos, estan levando a seu país a um desastre politico, económico e social.

  5. 05/12/2009

    Keiko merece uma oportunidade, Antumala seria uma alternativa muito ruim, &eacute; do tipo violento, um ressentido social pelo que eu vejo, ele leva no sangue o sofrimento da sua ra&ccedil;a e a vida n&atilde;o pode ser vivida com ressentimentos.<p>Toledo fez como todo mundo coisas boas e coisas m&aacute;s, mas muito m&aacute;s, o pior de tudo isso &eacute; que os povos latinos n&atilde;o t&ecirc;m mem&oacute;ria s&oacute;cio-pol&iacute;tica, se esquecem muito facilmente, o que &eacute; bom, mas na vida pol&iacute;tica isso n&atilde;o traz muitas vantagens. &Eacute; preciso ter mem&oacute;ria pol&iacute;tica, pois assim n&atilde;o cometeriam os mesmos erros do passado e todos sabemos que &ldquo;os erros do passado ser&atilde;o cometidos novamente&rdquo;. Por qu&ecirc;? &hellip; simplesmente por falta de mem&oacute;ria pol&iacute;tica.<p>agrade&ccedil;o pelo espa&ccedil;o

Pesquisa
Você considera o crime organizado uma ameaça à estabilidade em seu país?
Ver resultados