Você gostaria de fazer do português o idioma padrão deste site?
2011-06-20

Chile: Festa para banda Slayer

Por Matías Ristenpart para Infosurhoy.com — 20/06/2011

Ídolo heavy metal, o vocalista Tom Araya, é homenageado em sua cidade natal.

TAMANHO DO TEXTO
Tom Araya, 50 anos, baixista e vocalista da famosa banda heavy metal Slayer, foi homenageado em sua cidade natal, Viña del Mar, que lhe concedeu o título de “Filho Ilustre” em 3 de junho. (Stephane Mahe/Reuters)

Tom Araya, 50 anos, baixista e vocalista da famosa banda heavy metal Slayer, foi homenageado em sua cidade natal, Viña del Mar, que lhe concedeu o título de “Filho Ilustre” em 3 de junho. (Stephane Mahe/Reuters)

VIÑA DEL MAR, Chile — Não houve gritos, chiados de guitarra, nem batidas de bateria.

Ele não gritou “Deus nos odeia” ou “vamos descer do paraíso”, como fez inúmeras vezes frente ao público mundo afora.

Em vez da longa cabeleira castanha, sempre esvoaçante no palco como uma bandeira rasgada, um rabo de cavalo.

Suas mãos, usadas para castigar as quatro cordas de seu baixo, seguravam nervosamente uma placa.

Dessa vez, Tom Araya estava comedido.

E dava para notar.

Araya, 50 anos, baixista e vocalista da banda de heavy metal Slayer, foi homenageado por sua cidade natal, Viña del Mar, que lhe concedeu o título de “Filho Ilustre” em 3 de junho.

“Achei incrível”, declarou Araya em entrevista coletiva realizada um dia antes da cerimônia. “Estou sem palavras, não sei o que dizer. Eles devem trocar os cadeados depois que me derem a chave.”

Araya não discursou para o público durante a cerimônia realizada na prefeitura, onde recebeu uma medalha de prata com o selo da cidade das mãos de Wladimir Espinoza, diretor de comunicações do município.

“Você vê outras pessoas receberem prêmios como esse, mas normalmente são políticos ou alguém que realmente fez algo pela comunidade ou fez algo importante”, acrescentou durante a entrevista coletiva. “Estou entusiasmado. Não sei o que esperar. Só posso dizer obrigado. Isso é tudo.”

A banda Slayer, composta de Araya, dos guitarristas Kerry King e Jeff Haneman, e do baterista Dave Lombardo, já vendeu mais de quatro milhões de discos nos EUA, onde ganhou dois prêmios Grammy de Melhor Performance Metal em 2007, com “Eyes of the Insane”, e, em 2008, com “Final Six”. A Slayer também foi indicada ao prêmio em 2002, 2010 e 2011 na mesma categoria, mas não venceu.

Muitas vezes criticada por suas letras obscuras e niilistas, a Slayer angariou seguidores ao estilo cult em todo o mundo graças às suas turnês incessantes, shows barulhentos e o domínio dos instrumentos.

A Slayer estava programada para tocar na Polideportivo Arena da cidade em 3 de junho, mais uma parada de sua turnê “World Painted Blood”, que também inclui passagens pelo México, Costa Rica e Colômbia.

O reconhecimento de Araya pela cidade de Viña del Mar não apenas buscou elogiar suas conquistas como músico e ícone do rock, mas também serviu para mandar um recado à juventude da cidade.

“Queremos destacar a trajetória deste artista chileno ao redor do mundo”, lia a nota emitida pela prefeitura. “O talento musical de Tom Araya foi reconhecido não só pelo Chile, mas por todo o mundo, uma situação que motiva os jovens da cidade a insistirem no desenvolvimento de uma cena musical local, tendo o vocalista da Slayer como uma referência na cena internacional do rock.”

Os fãs locais do heavy metal ficaram eletrizados com o reconhecimento de Araya.

“É um grande reconhecimento a um grande artista”, afirmou José Espíndola, 37 anos, fã da Slayer há 22. “Ele deixará um grande legado em todo o mundo com sua mensagem. E os dois Grammys que [a Slayer] ganhou o legitimaram como artista.”

“Estou muito feliz por ver Tom Araya pela primeira vez ao vivo”, comemorou Mauricio Castillo, 42 anos, que é fã da Slayer desde os 18. “Ele é um grande embaixador do Chile e um exemplo de musicalidade.”

Você gostou desta reportagem?

0Rating_no

Incluir seu comentário

1 Comentário

  1. Trejo 08/08/2011

    É bom ver que se reconhece o talento em sua casa, mas é curioso ver a Araya percorrendo os Grammys.

Pesquisa
Você considera o crime organizado uma ameaça à estabilidade em seu país?
Ver resultados