Você gostaria de fazer do português o idioma padrão deste site?
2009-12-07

Evo Morales se reelege com vitória esmagadora

TAMANHO DO TEXTO
Photo-490_376

7 de dezembro

LA PAZ, Bolívia — Os bolivianos foram às urnas no dia 6 de dezembro último e reelegeram o presidente Evo Morales Ayma com o impressionante índice de 63% do total de votos. Seu partido, o Movimento ao Socialismo (MAS), obteve ? das cadeiras na Assembleia Legislativa Plurinacional, elegendo aproximadamente 25 dos 36, além de 29 deputados plurinacionais e 52 uninominais.Vocês sabem que vamos proclamar o socialismo na Cúpula da ALBA [13 e 14 de dezembro]", afirmou Morales, segundo a agência ANSA, ao se declarar vencedor das eleições. "Esse triunfo não é só dos bolivianos. Nós a dedicamos a todos os governos e povos anti-imperialistas", completou. Tanto a União Europeia quanto a Organização dos Estados Americanos (OEA) indicaram que a votação transcorreu em clima de "tranquilidade" e "festa cívica". "O povo está fazendo história e demonstrando que é possível mudar a Bolívia pelo voto. Vamos trabalhar pela dignidade de todos", disse o governante, de acordo com o jornal Los Tiempos.

Como informou o diário El Deber, a vitória tranquila dará a Evo Morales e sua revolução indígena mais cinco anos à frente do país. O candidato do Plano Progresso pela Bolívia, o conservador Manfred Reyes Villa, ex-prefeito de Cochabamba, obteve o 2º lugar nas eleições, com 27% dos votos. O 3º colocado foi Samuel Doria Medina, empresário do setor de cimento, com 6%, e o 4º, René Joaquino, com 3%.

A vitória do partido do governo também foi contundente em La Paz: 78% de 1,4 milhão de votos da capital do país foram para o Movimento ao Socialismo (MAS). Outras cidades onde Morales confirmou sua popularidade foram Oruro (78%), Potosí (77%), Cochabamba (66%), Chuquisaca (53%) e Tarija (49%). Reyes Villa venceu nos departamentos de Santa Cruz (50%), Beni (55%) e Pando (49%), no leste da Bolívia.

Segundo El Deber, essa foi a primeira primeira vez em que bolivianos residentes em Argentina, Estados Unidos, Brasil e Espanha puderam votar. Pesquisa realizada pela Mori indica que Morales teve vitória esmagadora na Argentina, com 94% dos votos, e ganhou também na Espanha, com 54% do total. Reyes Villa venceu nos Estados Unidos, com 60%.

Os adversários de Morales reconheceram a derrota. O primeiro a fazê-lo foi Joaquino que, pela rede de TV Unitel, agradeceu o apoio de seus eleitores e prometeu que seus três parlamentares se unirão à oposição. Doria Medina e Reyes Villa também admitiram a vitória de Morales, afirmando, porém, que se manterão na arena política como membros da oposição.

Você gostou desta reportagem?

0Rating_no

Incluir seu comentário

Pesquisa
Você considera o crime organizado uma ameaça à estabilidade em seu país?
Ver resultados