Você gostaria de fazer do português o idioma padrão deste site?
2010-08-25

Exército da Guatemala expulsará narcotraficantes de reserva ambiental

Por Diego Gallardo, Diego Maya e Olga Vélez para Infosurhoy.com—25/08/2010

Polícia da Nicarágua apreende 230 kg de cocaína

TAMANHO DO TEXTO
"A partir de 15 de setembro, o exército está instruído a entrar e retomar a Laguna del Tigre. Adeus aos narcotraficantes e suas manadas", declarou o presidente da Guatemala, Álvaro Colom. (Johan Ordóñez/AFP/Getty Images)

"A partir de 15 de setembro, o exército está instruído a entrar e retomar a Laguna del Tigre. Adeus aos narcotraficantes e suas manadas", declarou o presidente da Guatemala, Álvaro Colom. (Johan Ordóñez/AFP/Getty Images)

CIDADE DA GUATEMALA – O presidente Álvaro Colom disse ter planos de enviar soldados para o Parque Nacional da Laguna del Tigre para expulsar os narcotraficantes que invadiram a área norte do país.

Colom declarou que, a partir do próximo mês, o exército "vai retomar" o parque e expulsar os narcotraficantes.

"A partir de 15 de setembro, o exército está instruído a entrar e retomar a Laguna del Tigre. Adeus aos narcotraficantes e suas manadas", declarou ao diário guatemalteco Prensa Libre.

Colom usou a palavra "manada" em referência às fazendas ilegais de gado criadas pelos traficantes como fachada para o comércio de drogas.

"Eles têm me ameaçado, mas não tenho medo deles", afirmou Colom à Prensa Libre. "Eles me odeiam, mas não vou recuar. Não quero nunca mais ver nenhuma cabeça de gado lá, porque vou matá-la e distribuí-la aos pobres."

Colom disse inúmeras vezes que quer deixar o gado solto no parque, que fica na Reserva da Biosfera Maia ao norte da província de Petén, na fronteira com o México e Belize.

Mas Colom não revelou quantos soldados seriam mobilizados ou quantos traficantes estariam operando nos 334.080 hectares (3.340 km2) de terra, segundo a EFE.

A polícia descobriu pistas de pouso secretas, carregamentos de drogas, rotas de migração ilegal e numerosas atividades pecuárias em fazendas adquiridas ilegalmente.

O Laguna del Tigre também está sendo ameaçado pela exploração madeireira descontrolada, pela caça e por incêndios florestais. Em julho, Colom renovou a licença da empresa francesa Perenco para manter a exploração de petróleo, o que provocou a ira de grupos ambientalistas.

Polícia da Nicarágua apreende 230 kg de cocaína

MANÁGUA, Nicarágua – A polícia do departamento de León prendeu um motorista de caminhão, depois de descobrir que o veículo estava transportando 230 kg de cocaína.

O caminhão, que se dirigia à Guatemala, foi detido como parte da operação "Cavalo de Tróia", durante a qual a polícia descobriu drogas embaladas em 187 pacotes, declarou Freddy Arana, procurador-geral do departamento de León.

"Vamos acusar [o motorista] Jesús Rafael Rodríguez Delgado pelo crime de tráfico internacional, e a pena é de 10 a 20 anos de prisão", disse Arana. "O Ministério Público vai agir com toda a força da lei."

Arana disse que Rodríguez recebeu US$ 15 mil de uma organização criminosa para transportar a droga, segundo a EFE.

Polícia de Honduras apreende 500 kg de cocaína

SAN PEDRO SULA, Honduras – A polícia prendeu quatro pessoas e confiscou 500 kg de cocaína em um caminhão que estava transportando a droga pela costa do Atlântico, segundo autoridades.

A droga tinha chegado ao país a bordo de um avião bimotor encontrado pela polícia às margens do rio Chamelecon, cerca de 200 km ao norte de Tegucigalpa, segundo a Rádio America.com.

O ministro da Segurança, Óscar Álvarez, disse que a polícia também apreendeu três veículos na operação.

República Dominicana: Consórcio internacional do narcotráfico desmantelado

SANTO DOMINGO, República Dominicana– Um consórcio internacional para o narcotráfico comandado por cinco colombianos, dois dominicanos, um mexicano e um haitiano, que operava na região leste, foi desmantelado pela agência antidrogas do país (DNCD na sigla em espanhol).

O consórcio havia acumulado US$ 50 milhões em ativos, segundo a DNCD.

Os nove suspeitos estão também ligados a um carregamento de drogas apreendido em um estacionamento na capital do país, em 19 de agosto, e a outro carregamento de drogas apreendido recentemente em um avião de bandeira venezuelana que pousou na cidade oriental de Higüey, de acordo com o DNCD.

Líderes do Sendero Luminoso comandam novo cartel de drogas no Peru

PICHARI, Peru – Os líderes do movimento guerrilheiro Sendero Luminoso iniciaram uma operação de narcotráfico ao sul do vale dos rios Apurímac e Ene (VRAE), onde 76% da cocaína do país é produzida, segundo informação de uma alta patente do comando militar.

"O clã Quispe Palomino é um organização recém-criada para o tráfico de drogas no VRAE", declarou à EFE o chefe do comando militar especial da região, general Leonel Cabrera.

Cabrera fazia referência aos irmãos Quispe Palomino, conhecidos pelos codinomes "Camarada Raúl", "Camarada Alipio" e "Camarada José". Víctor Quispe Palomino, o "camarada José", é suspeito de liderar o grupo guerrilheiro.

Cabrera disse que a quadrilha é "apenas uma outra organização do narcotráfico no VRAE", segundo a EFE.

O VRAE é composto por seções de selva das regiões ao sul de Ayacucho, Cuzco, Junín e Huancavelica, estendendo-se por aproximadamente 326 quilômetros quadrados.

Você gostou desta reportagem?

0

Incluir seu comentário

Pesquisa
Você considera o crime organizado uma ameaça à estabilidade em seu país?
Ver resultados