Você gostaria de fazer do português o idioma padrão deste site?
2010-09-22

Venezuela extradita suspeitos de tráfico de drogas para Estados Unidos

Por Olga Vélez, Diego Maya e Diego Gallardo para Infosurhoy.com—22/09/2010

Autoridades colombianas destroem laboratório de drogas.

TAMANHO DO TEXTO
O colombiano Jaime Alberto Marín Zamora, suspeito de tráfico de drogas, foi extraditado para os Estados Unidos pelas autoridades venezuelanas. (Jorge Silva/Reuters)

O colombiano Jaime Alberto Marín Zamora, suspeito de tráfico de drogas, foi extraditado para os Estados Unidos pelas autoridades venezuelanas. (Jorge Silva/Reuters)

CARACAS, Venezuela – Os suspeitos de tráfico de drogas Jaime Alberto Marín Zamora e Omar Guzmán Martínez foram extraditados para os Estados Unidos pelas autoridades venezuelanas, informou o ministro do Interior da Venezuela, Tarek El Aissami.

“Encaramos a prisão e extradição de dois grandes narcotraficantes, Jaime Alberto Marín e Omar Guzmán Martínez, pelas autoridades venezuelanas, como um progresso valioso e positivo”, declarou em nota a embaixada norte-americana em Caracas. “São indivíduos muito perigosos e violentos, com mandatos de prisão nos Estados Unidos. Os policiais venezuelanos responsáveis pela captura fizeram um excelente trabalho trazendo esses dois traficantes à justiça.”

Os suspeitos foram entregues às autoridades norte-americanas no aeroporto internacional de Maiquetía Simón Bolívar. Marín, conhecido como “Beto Marín”, é suspeito de integrar o cartel Norte del Valle. O colombiano de 48 anos, que foi preso na Venezuela em 17 de setembro, foi acusado nos Estados Unidos de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e conspiração para cometer assassinatos, informou El Aissami.

Guzmán, dominicano de 38 anos, foi preso em Caracas em 25 de agosto. “Ele era procurado pelos Estados Unidos desde 19 de março de 2009”, disse El Aissami.

Guzmán será julgado em Nova York por tráfico de cocaína.

Autoridades colombianas destroem laboratório de drogas

BOGOTÁ, Colômbia – O exército, a marinha e a aeronáutica destruíram um laboratório de drogas e apreenderam uma série de armamentos que podem pertencer às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) e ao Exército de Libertação Nacional (ELN) no departamento de Cauca.

Autoridades descobriram armamentos, explosivos e mais de 9 mil balas de munição – muitas delas injetadas de cianureto – num depósito perto do município de El Tambo.

“Essa munição não ameaçará mais as forças de segurança ou civis”, disse o chefe do Comando Conjunto do Pacífico, Jairo Herazo, segundo o diário colombiano El Espectador. “É um golpe duro. Eles podem ter armas, mas não podem atirar.”

Enquanto isso, numa área rural do município de Argelia, as autoridades destruíram um laboratório de drogas depois de apreender 666 kg de cocaína, produtos químicos e equipamentos de laboratório. Herazo disse que as autoridades não enfrentaram resistência, mas não prenderam ninguém durante a operação, segundo o El Espectador.

Polícia colombiana prende supostos narcotraficantes procurados pelos EUA

BOGOTÁ, Colômbia – Phanor Arizabaleta Arzayús e Mario Germán Satizábal, dois grandes suspeitos de tráfico de drogas, foram presos na cidade de Cali, informou o diretor da Polícia Nacional, general Óscar Naranjo.

Arizabaleta, 72, já cumpriu pena de prisão na Colômbia por tráfico de drogas, mas passou a maior parte da sua sentença em prisão domiciliar devido à sua saúde frágil.

Autoridades norte-americanas querem Arizabaleta extraditado porque ele é suspeito de ter ajudado o cartel de Cali a fornecer cerca de 80% da cocaína consumida nos Estados Unidos nos anos 90, segundo a EFE.

Os primeiros chefões do cartel de Cali, os irmãos Gilberto e Miguel Rodríguez Orejuela, estão presos nos Estados Unidos. Enquanto isso, Mario Germán Satizábal é suspeito de ser um líder de peso no cartel Norte del Valle, disse Naranjo, segundo a EFE.

Panamá apreende mais de uma tonelada de cocaína

CIDADE DO PANAMÁ, Panamá – A Polícia Nacional informou que apreendeu um veículo com 527 kg de cocaína perto da Ponte das Américas, sobre o Canal do Panamá.

A polícia confiscou ainda 500 kg do narcótico durante uma operação com o Serviço Aeronaval do país e a promotoria antidrogas na província de Colón, de acordo com o diário panamenho La Prensa.

As autoridades estão procurando pelos traficantes responsáveis pela cocaína, que será destruída.

Autoridades panamenhas já queimaram mais de 25 toneladas de drogas este ano, segundo a EFE. No último fim de semana, a polícia destruiu 1.500 kg de cocaína e 890 kg de maconha que haviam sido apreendidos.

Autoridades colombianas apreendem 400 kg de cocaína

BOGOTÁ, Colômbia – As autoridades colombianas apreenderam recentemente 400 kg de cocaína que estava sendo transportada num caminhão na capital do país, informaram as autoridades.

Os narcóticos, avaliados em cerca de US$ 30,8 milhões (R$ 53 milhões), são suspeitos de pertencer ao traficante Pedro Oliverio Guerrero, também conhecido como “Cuchillo”, um dos cinco traficantes mais procurados da Colômbia, segundo o Departamento Administrativo de Segurança (DAS) do país.

Segundo nota do DAS, a polícia prendeu duas pessoas em conexão com o caminhão e os entregou à Unidade Nacional Antidrogas, divulgou o website de notícias colombiano Semana.com.

Colômbia: US$ 1,1 milhão apreendido pela marinha podem pertencer a narcotraficantes

BOGOTÁ, Colômbia – Autoridades da marinha informaram que apreenderam cerca US$ 1,1 milhão (R$ 1,89 milhão) que pode ser dinheiro proveniente do tráfico de drogas no porto de Buenaventura, no sudoeste.

O dinheiro, que estava separado em maços de 50 mil pesos (R$ 47,83) cada, foi descoberto durante uma inspeção num barco de passageiros com destino ao município de López de Micay, no departamento de Cauca, informou a marinha em nota.

Autoridades da Guarda Costeira prenderam dois funcionários da embarcação que, junto com o dinheiro, foram entregues a promotores em Buenaventura, segundo o jornal El Colombiano.

A apreensão representa outra grande vitória para o presidente, Juan Manuel Santos. Na semana passada, a Polícia Nacional apreendeu cerca de 43 bilhões de pesos (R$ 41 milhões) num veículo suspeito de pertencer a traficantes de drogas. No início do mês, autoridades apreenderam US$ 28 milhões (R$ 48 milhões) suspeitos de pertencer ao narcotráfico, encontrados em 3 carros na capital do país, segundo a EFE.

Você gostou desta reportagem?

0

Incluir seu comentário

2 comentários

  1. sidneybritogusmao 02/14/2011

    ss

  2. Julia Rosa 10/01/2010

    Que ótimo que eles apreenderam esse arsenal dos criminosos das FARC … assim eles não continuam a destruir a Colômbia, e que o peixe grande da máfia continue a ser eliminado e NÃO mate os viciados em drogas … eduquem-nos e ponham-nos no caminho certo.. não é culpa deles porque eles foram destruídos moralmente. Que as FARCNarco caiam… abaixo os criminosos que vivem dos outros fazendo o mal para todos … ASSASSINOS…

Pesquisa
Você considera o crime organizado uma ameaça à estabilidade em seu país?
Ver resultados