Você gostaria de fazer do português o idioma padrão deste site?
2012-08-21

Colômbia: FARC envia ameaças de morte a Juan Manuel Santos

Por Carlos Andrés Barahona para Infosurhoy.com – 21/08/2012

Para colombianos, intenção de assassinar presidente mostra claramente que grupo terrorista está perdendo a batalha contra o governo.

TAMANHO DO TEXTO
O líder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) Timoleón Jiménez, conhecido como “Timochenko”, anunciou uma ameaça de morte contra o presidente colombiano, Juan Manuel Santos. (Divulgação/Reuters)

O líder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) Timoleón Jiménez, conhecido como “Timochenko”, anunciou uma ameaça de morte contra o presidente colombiano, Juan Manuel Santos. (Divulgação/Reuters)

BOGOTÁ, Colômbia – A mensagem das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) interceptada recentemente pelo Ministério da Justiça é alarmante.

“Vamos intensificar os esforços para eliminar [o presidente Juan Manuel] Santos, custe o que custar”, diz o despacho interceptado, em 16 de agosto, do bloco noroeste das FARC. “Nesses esforços, não [devemos] deixar nenhum recurso, contato ou acordo inexplorado. A pátria e nosso [povo] – o próprio decoro de uma organização – exigem uma resposta contundente e radical.”

Santos tornou pública a ameaça em 16 de agosto, durante um encontro com representantes de comunidades indígenas no departamento de Valle del Cauca.

“A (…) oligarquia pretende decapitar a insurgência eliminando os comandantes. Nessas circunstâncias, a ética nos autoriza a forjar alianças com quem quer que seja e utilizar todos os meios [para eliminar Santos]”, diz a mensagem.

O ministro da Defesa, Juan Carlos Pinzón, comunicou ao presidente a ameaça de morte.

Para os colombianos, a ameaça de morte contra Santos indica a percepção das FARC de que estão perdendo a batalha contra o estado.

“Já mataram [o candidato à presidência Luis Carlos] Galán [em 1989] porque tinham medo do que ele poderia fazer com os corruptos do país”, lembra Nancy Correa, 76 anos, professora aposentada que mora no bairro El Chicó, em Bogotá. “Santos está fazendo um trabalho fantástico contra o terrorismo, e a ameaça [de morte] mostra que as FARC precisam se livrar do mentor por trás desse sucesso”.

Francisco Tomasella, 32 anos, engenheiro de sistemas argentino que se mudou para a Colômbia em março de 2007, diz que o complô das FARC para assassinar Santos mostra que o maior grupo terrorista do país está com medo do presidente colombiano.

“Morando na Colômbia, me dei conta de que a ideologia das FARC é totalmente errônea”, afirma. “Entendo que entre seus símbolos têm personagens como Che Guevara ou Simón Bolívar, mas no fundo só querem ganhar dinheiro fácil e alterar o país. Mas eles têm o problema de um homem que os está atacando continuamente – por isso querem silenciá-lo.”

De acordo com a mensagem das FARC, seus líderes querem vingar as mortes de Alfonso Cano, durante uma operação militar realizada em 5 de novembro de 2011; e de Jorge Briceño, que foi morto em 23 de setembro de 2010.

Ángela Uribe, 38 anos, professora de filosofia da Universidad de los Andes, diz que as mensagens das FARC são contraditórias.

“O que buscam é simplesmente justificar a morte de alguém através de uma ideologia que as FARC perderam há muito tempo”, acrescenta. “O uso da palavra 'ética' no comunicado dos terroristas é na verdade uma maneira pomposa de querer justificar o assassinato. Suas ações beiram o contraditório e cada vez que cometem um crime contra a população colombiana contradizem seus princípios. No país, são poucos os que realmente creem em suas supostas intenções de diálogo e paz.”

A ameaça de morte das FARC mostra seus verdadeiros motivos, apesar dos apelos de paz do grupo terrorista, ressalta Manuel Rendón, cientista político da Universidad del Rosario.

“Esta mensagem é como jogar um balde de água fria na cara das FARC, pois prova que estão realmente se comportando de maneira hipócrita sobre suas intenções de paz”, avalia.

Mas o general Alejandro Navas, comandante das forças armadas do país, não está surpreso com a ameaça das FARC.

“Desde que [Santos] era ministro da Defesa durante o governo de Álvaro Uribe, já tínhamos conhecimento das ameaças”, afirma. “Ele tem sido o símbolo dos mais duros golpes no narcotráfico [e], depois dessas ameaças mais recentes, reforçamos o esquema de segurança do presidente.”

Há apenas uma maneira de responder ao desafio, diz Rendón.

“O governo deve reagir a essas ameaças de morte de uma forma enérgica, contundente, e entender que é preciso atacar os grupos terroristas com tudo o que temos”, enfatiza. “Precisamos continuar eliminando seus líderes mais importantes exatamente como estamos fazendo.”

Você gostou desta reportagem?

9Rating_no

Incluir seu comentário

12 comentários

  1. Ricardo 09/05/2012

    Os subversivos atacam com força da mesma maneira que deveriam ser atacados com força se temos a melhor força militar então o que esperamos?

  2. FERREYRA RUIZ , JUAN CARLOSu 09/05/2012

    sou um ex-combatente dos grupos guerrilheiros do mundo, estive em Angola, Sierra Leoa, Chipre, Argélia e é claro no Uruguai de onde sou, ódio ao terrorismo, não serve para nada, estou de acordo com o presidente colombiano tem que combatê-los como puder sem medo todos o apoiaremos

  3. Carlos Moreno 09/05/2012

    Eu me identifico com o comentário anterior, mais do que isso as chamadas FARC EP, 44.500.000 pessoas de bem da Colômbia não os elegeram como o Exército do Povo. E menos ainda, pois são as Forças Assassinas Revolucionárias da Colômbia, que vivem precisamente do tráfico de drogas e que afundaram a Colômbia, sem ignorar que os latifundiários e os chamados políticos deste país jogaram a população na miséria, com aumentos de 3% no salário mínimo mensal, o governo realmente não tem sido capaz de controlar uma inflação que favorece as multinacionais e os empresários do país.

  4. J Orlando Marin 09/04/2012

    Você recompensa quem merece e as FARC só merecem o repúdio do povo por causa de seus ataques contra as mesmas pessoas que dizem defender, não tem como entender ou ser a favor da paz através do bombardeio de pessoas indefesas e que pedem não ao rancor, ódio ou vingança, isso não está claro e o governo deve ser cauteloso perante uma proposta sem cessar-fogo, uma vez que o que eles fazem acontece em meio à pressão de uma guerra perdida, eu não acho que eles vão desistir do negócio dos sequestros e do tráfico de drogas por amor e paz, isso é prova de que eles estão perdendo a guerra e querem pedir uma retirada militar para reforçar sua estratégia comercial. Alguns já se entregaram e outros devem ser perseguidos até que a praga maldita seja extinta.

  5. gabriel pinzon colmenares 09/04/2012

    essa é mais uma estratégia de guerra que as FARC usaram ao longo de sua ação criminal. a guerra psicológica é que lhes deu muitos sucessos porque com isso conseguiram manter a sociedade colombiana como refém e submergi-la em um mar de terror e incerteza e com isso tentar desestabilizar nossa institucionalidade e nossa democracia

  6. yensi 09/03/2012

    o governo é muito corrupto o que quer então se eles mesmos o fazem

  7. Jorge mayorga lopez 09/03/2012

    É importante observar que o diálogo é muito importante e não importa se há ameaças ou não, mas tem que continuar tentando, porque a ação militar não é uma alternativa, já que no final das contas qualquer ação militar trará mais tristeza para a família colombiana e ainda mais para o pobre povo rural, que estão na zona de tiro dos guerrilheiros ou das forças militares do governo, eu acredito e tenho certeza de que o atual presidente da Colômbia é um líder muito inteligente e quero parabenizá-lo e tenho certeza de que ele vai continuar a esgotar todos os meios pacíficos para alcançar a tranquilidade para os cidadãos colombianos. sou da Nicarágua.

  8. climaco 09/03/2012

    OS TERRORISTAS DAS FARC, ELN, EPL, ETC. ETC. NUNCA TIVERAM QUAISQUER PRINCÍPIOS OU FILOSOFIA, É UMA MENTIRA TOTAL. MAS TERRORISTAS AINDA MAIORES QUE OS GRUPOS MENCIONADOS SÃO O CONGRESSO, AS ASSEMBLEIAS, OS CONSELHOS, OS TRIBUNAIS SUPERIORES E OUTROS MEMBROS DO APARATO BUROCRÁTICO DO ESTADO. PORQUE, SIMPLESMENTE, ELES ROUBAM E LUCRAM COM O DINHEIRO COM QUE NÓS OS CIDADÃOS CONTRIBUÍMOS PARA MELHORAR AS CONDIÇÕES DO ESTADO. OS 40 BILHÕES DE PESOS QUE GASTAM PARA APOIAR A GUERRINHA OU O JOGUINHO, QUE SUPOSTAMENTE COMEÇOU EM 9 DE ABRIL DE 1948, É LIXO. OS LÍDERES OU CHEFES DOS DOIS GRUPOS TERRORISTAS QUE SÃO OS DOIS PARTIDOS FAMOSOS, LIBERAL E CONSERVADOR, QUE SÃO FARINHA DO MESMO SACO, NUNCA VÃO ACABAR, ATÉ QUE NOSSA IGNORÂNCIA ABSOLUTA, CRASSA E SUPREMA ACABE, QUE É O QUE NOS MANTÉM DOPADOS.

  9. Estela Uribe 09/01/2012

    Puro show. Não se mata quem lhe entrega o país em uma bandeja de prata. Pobres de nós colombianos cuja dignidade só vai até os pedidos de paz. O que significa "PAZ"? Como pode um país desfrutar da paz quando 98% dos seus habitantes não a expressam? Somos indiscutivelmente difamadores, mentirosos, desonestos, aduladores, descaradamente corruptos, temerariamente insensíveis e tristemente covardes... é isso que flutua em nossa consciência social. Não creio que a PAZ pode se ancorar nessa pilha de esterco humano. No entanto, não devemos perder a esperança de que todos podemos mudar... mas, para fazê-lo, temos de ser corajosos.

  10. maria del pilar bastidas 08/31/2012

    acho difícil acabar com as FARC tem que chegar a uma mesa de ngociações bem fundamentada Deus queira que eles cedam e cheguem a negociar sem nenhum problema pela segurança de nosso país e o futuro de nossas comunidades.

  11. rafael rondon 08/30/2012

    Santos se faz de vítima mas é uma marionete de Chavez, mas não podemos viver de lembranças e não se sabe qual dos dois está mentindo

  12. osc 08/30/2012

    negociar com as FARC e o ELN é negociar com o narcotráfico. Como se quer acabar com o conflito se isso significa acabar com os lucros das FARC através do narcotráfico?

Pesquisa
Você considera o crime organizado uma ameaça à estabilidade em seu país?
Ver resultados