Você gostaria de fazer do português o idioma padrão deste site?
2010-03-19

Um jogo americano com sabor latino

Por Ron Snyder para Infosurhoy.com — 19/03/2010

Latino-americanos no papel de pivôs no torneio de basquete do NCAA

TAMANHO DO TEXTO
Greivis Vásquez do Maryland é o único jogador da primeira divisão universitária, que alcançou a média acima de 19 pontos e seis assistências por jogo. (Jeff Zelevansky/Getty Images)

Greivis Vásquez do Maryland é o único jogador da primeira divisão universitária, que alcançou a média acima de 19 pontos e seis assistências por jogo. (Jeff Zelevansky/Getty Images)

WASHINGTON, D.C., E.U.A. – O torneio de basquete masculino do NCAA tornou-se uma instituição americana.

A cada ano, milhões de pessoas ficam de olho nas 65 equipes que entram na arena, esperando que sua universidade favorita termine a temporada como campeão nacional em abril.

Nos últimos anos, a chamada do evento atravessou as fronteiras dos Estados Unidos, já que muitos jogadores de diversos países da América Latina, em busca de formação acadêmica e atlética, jogam nas principais equipes do país.

Nos últimos anos, o NCAA adquiriu um sabor latino-americano – e nesta primavera não é diferente, já que latino-americanos são responsáveis pelo avanço de muitas equipes universitárias de basquete na participação do maior torneio, que também é um dos mais populares eventos de esportes nos Estados Unidos.

Em 19 de março, no Estádio do Memorial de Veteranos de Jacksonville, em Jacksonville, na Flórida, diante de um público televisionado em rede nacional, Juan Fernández, segundanista da universidade de Temple na Filadélfia, liderou o quinto colocado Owls (29-5) contra o 12º colocado Universidade de Cornell (27-4) de Nova York na primeira rodada do jogo da Região Leste.

E os fãs do Owls vaiaram Fernández durante toda a temporada. Nativo de Río Tercero, na Argentina, ele foi magnífico neste ano, quando alcançou a média de 12,6 pontos, a maior assistência da equipe com 3,6 e 2,4 rebotes por jogo desta temporada.

Mas ele estava na sua melhor semana. Marcou 18 pontos e fez com que o Owls vencesse de 56-52 sobre o Richmond no campeonato do X Jogos do Torneio do Atlântico. Fernández alcançou a média de 16,3 pontos por jogo durante o torneio a caminho de ser nomeado o Jogador Mais Valioso, enquanto levava sua equipe ao torneio do NCAA pelo terceiro ano consecutivo.

Fernández, que fez mais de 46% das cestas de três pontos – um desempenho impressionante em qualquer país – agitou a bandeira argentina enquanto comemorava com os fãs do Temple.

“Isso é uma equipe realmente maravilhosa, aprendemos a jogar juntos, o que é muito importante”, disse Fernández aos repórteres logo após o jogo. “Temos objetivos e conseguimos uma vitória no X Atlântico. Agora queremos jogar o primeiro round. Já faz dois anos que o Temple tenta chegar à primeira categoria, portanto é nosso trabalho levar o Temple para o segundo round.”

Greivis Vásquez é igualmente ambicioso.

O estudante de Maryland nascido em Caracas, na Venezuela, levou o Terrapins a atingir o recorde de 23-8 e dividir o título da temporada da Conferência da Costa do Atlântico com a Universidade de Duke. Maryland é o quarto colocado na Região Centro-Oeste e enfrentará o 13º colocado Houston (19-15) na noite do dia 19 de março em Spokane, estado de Washington.

Vásquez surgiu como uma das maiores estrelas do basquete universitário após decidir não entrar no sorteio da NBA após sua temporada júnior, já que ele é o único jogador da primeira divisão universitária do país com média acima de 19 pontos e seis assistências por jogo. Vásquez é apenas o quinto Terrapin a ser nomeado Jogador do Ano da Conferência da Costa do Atlântico e está entre os seis finalistas do Prêmio Bob Cousy, apresentado anualmente pelos maiores pontuadores universitários do país.

“Estou apenas concentrado em jogar e fazer o melhor”, disse Vásquez, que possui a média de 19,5 pontos e 6,3 assistências por jogo, aos repórteres esta semana. “Estou procurando dar o melhor para a equipe, portanto é sobre vencer. Não é sobre não dizer nada.”

Indiferentes, Vásquez e Fernández só esperam que a estadia no torneio do NCAA dure mais do que David Cubillan do Marquette.

O estudante sênior de Marcaibo, na Venezuela, marcou 14 pontos e conquistou oito rebotes contra o Washington, mas isso não foi suficiente. O sexto colocado, Golden Eagles (23-11), terminou a temporada com por 80-78, perdendo para o 11º colocado Washington (25-9) na primeira rodada da Região Leste em San Jose, na Califórnia, em 18 de março.

O Golden Eagles (23-11) venceu por 15 faltando pouco mais de 13 minutos, mas não fez a cesta de dois pontos, nos minutos finais 4:33, permitindo que Quincy Pondexter marcasse o ponto da vitória do jogo quando faltava 1,7 segundos.

Você gostou desta reportagem?

0Rating_no

Incluir seu comentário

Pesquisa
Você considera o crime organizado uma ameaça à estabilidade em seu país?
Ver resultados