Você gostaria de fazer do português o idioma padrão deste site?
2010-06-18

Copa do Mundo: Paraguai, Brasil e Chile tentam se manter no topo em seus grupos

Por Dave Carey para Infosurhoy.com — 18/06/2010

Hondurenhos buscam primeiro ponto no torneio

TAMANHO DO TEXTO
Paraguai e Enrique Vera querem se recuperar do empate com a Itália vencendo
					a Eslováquia. (Karim Jaafar/AFP/Getty Images)

Paraguai e Enrique Vera querem se recuperar do empate com a Itália vencendo a Eslováquia. (Karim Jaafar/AFP/Getty Images)

WASHINGTON, D.C., EUA. – GRUPO F: PARAGUAI x ESLOVÁQUIA

Quando: 20 de junho, às 8h30

Onde: Estádio Free State, em Bloemfontein

Histórico: Eslováquia: 0-0-1, 1 ponto; Paraguai: 0-0-1, 1 ponto

Último jogo: Paraguai: A Albirroja acabou abrindo o placar graças a um gol do zagueiro Antolín Alcaraz, mas não conseguiu vencer a Itália, e a partida acabou em empate de 1x1. Eslováquia: Os Jondas Lutadores jogaram uma das partidas mais decepcionantes da Copa em sua estreia, concedendo um gol para a Nova Zelândia na prorrogação. O resultado foi um empate de 1x1 no qual os Kiwis marcaram o primeiro ponto na Copa de sua história. O atacante Robert Vittek fez o gol da Eslováquia.

Importância: O vencedor coloca-se a caminho de uma vaga nas oitavas-de-final.

Preste atenção: Paraguai: Justo Villar. Uma falha do goleiro veterano foi responsável pelo gol de empate da Itália. Villar saiu mal do gol em uma cobrança de escanteio, e Daniele de Rossi marcou, aos 18 minutos do segundo tempo. O goleiro não pode se dar ao luxo de ser tão generoso contra os eslovacos. Eslováquia: Jan Mucha. O goleiro é uma das revelações do Mundial. Batalhou muito em seu campeonato nacional antes de assinar um contrato para defender a camisa do Everton no Campeonato Inglês, na próxima temporada do futebol europeu. Fez duas boas defesas contra a Nova Zelância, mas precisa atingir a excelência para garantir pelo menos um ponto no confronto com o Paraguai.

O que as equipes precisam: Paraguai: Roque Santa Cruz. O talentoso atacante sofreu uma lesão na perna que ainda prejudica seu desempenho, mas é um dos artilheiros da equipe, depois da perda de Salvador Cabañas, que levou um tiro na cabeça em janeiro passado. Santa Cruz jogou só 22 minutos contra a Itália, mas isso é o suficiente para o astro do Manchester City, que marcou 21 gols em 70 partidas internacionais. Eslováquia: Precisão. Os Jondas Lutadores chutaram a gol 14 vezes e bateram dez escanteios contra a Nova Zelância, mas só chegaram perto de balançar a rede em duas oportunidades. Se continuar perdendo chances desse jeito, a equipe volta para casa na semana que vem.

Prováveis titulares

PARAGUAI (A Alvirroja)

ESLOVÁQUIA (Os Jondas Lutadores)

GRUPO G: BRASIL x COSTA DO MARFIM

Quando: 20 de junho, às 15h30

Onde: Estádio Soccer City, Joanesburgo

Histórico: Brasil: 1-0-0, 3 pontos; Costa do Marfim: 0-0-1, 1 ponto

Último jogo: Brasil: A Seleção jogou mal no início, mas deu mostras de sua finalização de primeira linha na vitória de 2x1 sobre a Coreia do Norte. Maicon e Elano fizeram os gols dos pentacampeões da Copa do Mundo. Costa do Marfim: Os Elefantes ficaram muito longe de dominar em sou jogo de estreia, contra Portugal, com só oito chutes a gol – e apenas dois perto da meta –, com nada além de seis escanteios no empate por 0x0.

Importância: O vencedor provavelmente segue para as oitavas-de-final, mas o Brasil pode perder e, mesmo assim, manter as chances de passar da fase de grupos. A Costa do Marfim terá dificuldades se sofrer uma derrota.

Preste atenção: Brasil: Robinho. O atacante ofereceu perigo, mas mostrou descontrole na partida contra a Coreia do Norte, com seis chutes a gol, todos longe da meta. Para levar sua equipe a uma vitória contra a Costa do Marfim, precisa exibir o desempenho que lhe garantiu 23 gols em 76 jogos internacionais. Costa do Marfim: Didier Drogba. Com o braço quebrado, o atacante permaneceu em campo por apenas 24 minutos e perdeu uma chance de ouro de balançar a rede de Portugal no final da partida. Com Drogba jogando, o também atacante só tocou a bola duas vezes, e a eficiência dos passes da equipe caiu de 87,5% para 75,9%. A contribuição de Drogba tem de ser maior.

O que as equipes precisam: Brasil: Não dar moleza. Em alguns momentos do jogo contra a Coreia do Norte, a Seleção pareceu estar entendiada, mantendo posse de bola durante 63% do tempo e chutando muito mais que o adversário. Mas o Brasil só marcou aos 10 minutos do segundo tempo, com gol de Maicon. Costa do Marfim: Posse de bola. Os Elefantes precisam melhorar o desempenho no meio de campo. A equipe só controlou a bola durante 45% do tempo na partida contra Portugal e só empatou por sorte, levando-se em conta que um tiro de Cristiano Ronaldo bateu na trave.

Prováveis titulares

BRASIL (Seleção)

COSTA DO MARFIM (Os Elefantes)

GRUPO H: CHILE x SUÍÇA

Quando: 21 de junho, às 11h00

Onde: Estádio Nelson Mandela Bay, Port Elizabeth

Histórico: Chile: 1-0-0, 3 pontos; Suíça: 1-0-0, 3 pontos

Último jogo: Chile: A La Roja dominou do começo ao fim na partida contra Honduras, mas precisou de um gol do atancante Jean Beausejour para escapar do empate e vencer por 1x0. Essa foi a primeira vitória do Chile na maior arena do futebol em 48 anos. Suíça: Schweizer Nati executou um dos melhores planos de defesa da história da Copa do Mundo, desestabilizando a Espanha, campeã europeia e favorita do Mundial, com uma vitória por 1x0, com gol de Gelson Fernandes no segundo tempo.

Importância: Vencer não garante presença nas oitavas-de-final

Preste atenção: Chile: Arturo Vidal. O meiocampista foi o destaque da partida contra Honduras, com surpreendentes 101 toques em 81 minuotos e furando a defesa do adversário continuamente para criar chances de movimentar o placar e chutou a gol quatro vezes. Mas terá de jogar ainda melhor no confronto com a Suíça. Suíça: Eren Derdiyok. O meio-campista armou o único gol da equipe, movendo-se pelo meio de campo espanhol e criando a confusão que acabou deixando a bola sobrar para Fernandes marcar, aos 6 minutos do segundo tempo.

O que as equipes precisam: Chile: Manter a cabeça. A equipe é a favorita na partida contra a Suíça, mas não pode menosprezar o adversário. Contra Honduras, a equipe teve sua primeira vitória na Copa desde 1962, quebrando uma sequência de 13 derrotas − a mais longa de sua história. Suíça: Não perder chances. Do ponto de vista estatístico, quem dominou o jogo contra a Espanha foi a Fúria, com 24 contra 8 chutes e posse de bola durante 63% do tempo. Com 163 passes concluídos, os suíços foram a segunda equipe com menos passes completos a vencer uma partida do Mundial desde 1966. Será preciso mudar alguma coisa no confronto com o Chile.

Prováveis titulares

CHILE (La Roja)

SUÍÇA (Schweizer Nati)

GRUPO H: ESPANHA x HONDURAS

Quando: 21 de junho, às 15h30

Onde: Ellis Park, em Joanesburgo

Histórico: Espanha: 0-1-0, 0 ponto; Honduras: 0-1-0, 0 ponto

Último jogo: Espanha: A Furia Roja dominou em todos os aspectos do jogo contra a Suíça, exceto o placar. Perdeu por 1x0, na maior surpresa da Copa do Mundo até o momento. Honduras: Os Catrachos lutaram pela posse de bola e por chances de gol contra o Chile, no qual foram derrotados por 1x0. E o jogo não foi tão equilibrado quanto indica o resultado.

Importância: Quem perder será eliminado.

Preste atenção: Espanha: David Villa. O atacante de categoria internacional só deu três tiros na partida contra a Suíça. Está em observação e pode ir para o banco de reservas logo mais, se não encontrar espaço no confronto com Hounduras. Villa marcou 38 gols em 59 jogos internacionais. Honduras: Noel Valladares. O goleiro salvou em quatro tentativas de gol do Chile, e sua impressionante agilidade parou o Chile cinco vezes.

O que as equipes precisam: Espanha: Marcar. O que mais se pode dizer de uma equipe que superou a Suíça em chutes numa proporção de 24 para 8, mas não conseguiu balançar a rede? Honduras: Criar chances de gol. Quatro jogadores chilenos tocaram mais a bola do que Emilio Izaguirre, que lidera a equipe hondurenha, com 63 toques. Honduras chutou a gol sete vezes e marcou em uma só.

Prováveis titulares

ESPANHA (La Furia Roja)

HONDURAS (Los Catrachos)

Programação da Copa

20 de junho

Eslováquia x Paraguai, em Bloemfontein, 8h30

Itália x Nova Zelândia, em Nelspruit, 11h

Brasil x Costa do Marfim, em Joanesburgo, 15h30

June 21

Portugal x Coreia do Norte, na Cidade do Cabo, 8h30

Chile x Suíça, em Port Elizabeth, 11h

Espanha x Honduras, em Joanesburgo, 15h30

22 de junho

Franca x África do Sul, em Bloemfontein, 11h

México x. Uruguai, em Rustenburg, 11h

Grécia x Argentina, em Polokwane, 15h30

Nigéria x Coreia do Sul, em Durban, 15h30

Nota: Horários de Brasília

Você gostou desta reportagem?

0Rating_no

Incluir seu comentário

Pesquisa
Você considera o crime organizado uma ameaça à estabilidade em seu país?
Ver resultados