Você gostaria de fazer do português o idioma padrão deste site?
2012-07-24

Londres 2012: Fique de olho nesses brasileiros

Por Flávia Ribeiro for Infosurhoy.com – 24/07/2012

Chances de medalha do Brasil vão além do futebol: campeões mundiais na natação, atletismo, vela e judô também devem chegar ao topo do pódio nos Jogos Olímpicos de Londres.

TAMANHO DO TEXTO
Cesár Cielo vai defender em Londres seu ouro nos 50 m livre, conquistado em Pequim (2008), quando também foi bronze nos 100 m livre. (Sergio Moraes/Reuters)

Cesár Cielo vai defender em Londres seu ouro nos 50 m livre, conquistado em Pequim (2008), quando também foi bronze nos 100 m livre. (Sergio Moraes/Reuters)

RIO DE JANEIRO, Brasil – Preste atenção nesses atletas brasileiros nos Jogos Olímpicos de Londres:

César Cielo, Santa Bárbara do Oeste (SP), natação: Cielo, 25 anos, vai defender seu ouro nos 50 m livre, conquistado em Pequim (2008), quando também foi bronze nos 100 m livre. No intervalo de quatro anos entre Pequim e Londres, César Cielo subiu ao pódio em todas as competições da Federação Internacional de Natação de que participou, incluindo a primeira colocação nos 50 m livre e nos 50 m borboleta no Mundial de Xangai (2011) e nos 50 m e 100 m livre no Mundial de Roma (2009).

Leandro Guilheiro, Suzano (SP), judô: Bronze nos Jogos Olímpicos de Atenas (2004) e Pequim (2008) entre os leves, Leandro Guilheiro, de 29 anos, se classificou para Londres como primeiro colocado do ranking mundial entre os meio-médios (categoria até 81 kg). Segundo colocado no Mundial de Tóquio (2010) e ouro nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara (2011), Leandro tem treinado com foco total em Londres.

Maurren Higa Maggi, São Carlos (SP), atletismo: Em 2003, Maurren Maggi foi pega no exame antidoping pelo uso da substância clostebol. Maurren alegou que não sabia da presença da substância em uma pomada cicatrizante, mas foi punida e ficou fora dos Jogos Olímpicos de Atenas (2004). Quatro anos depois, a volta por cima em grande estilo: medalha de ouro no salto em distância em Pequim. Ouro nos Pan-Americanos de Winnipeg (1999), Rio de Janeiro (2007) e Guadalajara (2011). Aos 36 anos, chega a Londres prometendo grandes saltos.

Fabiana Murer, Campinas (SP), atletismo: O sumiço de uma de suas varas durante as provas de salto com vara nos Jogos Olímpicos de Pequim (2008) desestabilizou Fabiana Murer, que havia ganho a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos do Rio um ano antes. De lá para cá, a atleta de 31 anos sagrou-se campeã mundial indoor em Doha (2010) e campeã mundial em Daegu (2011). Sua maior adversária é a russa Yelena Isinbayeva, recordista mundial da prova e única mulher a saltar acima dos 5 m na história.

Neymar, Mogi das Cruzes (SP), futebol: Só falta um título à Seleção: o ouro olímpico. Aos 20 anos, Neymar é o jogador que pode liderar a jovem seleção a essa conquista. Habilidoso e imprevisível, o craque do Santos pode ainda se firmar internacionalmente durante os Jogos de Londres.

Robert Scheidt e Bruno Prada, São Paulo (SP), vela: A dupla da classe Star foi prata em Pequim, em 2008. A medalha olímpica e o bicampeonato mundial (2007/2011) credenciam Scheidt,39 anos, e Prada, 40, como favoritos ao ouro em Londres. É o título que falta na carreira de Scheidt, octacampeão (1995/1996/1997/2000/2001/2002/2004/2005) mundial e bicampeão olímpico na classe Laser (Atlanta 1996 e Atenas 2004).

Você gostou desta reportagem?

0Rating_no

Incluir seu comentário

Pesquisa
Você considera o crime organizado uma ameaça à estabilidade em seu país?
Ver resultados