Você gostaria de fazer do português o idioma padrão deste site?
2011-12-22

Suposto assassino de agente americano é extraditado do México

TAMANHO DO TEXTO

WASHINGTON, D.C. – Um mexicano acusado de matar um agente aduaneiro americano e ferir outro foi extraditado para os Estados Unidos, informou o Departamento de Justiça americano em 21 de dezembro.

Julián Zapata Espinoza será julgado em 15 de fevereiro pelo assassinato do agente especial do Serviço de Imigração e Alfândega dos Estados Unidos (ICE) Jaime Zapata, de 32 anos, e da tentativa de homicídio contra outro agente especial, Víctor Ávila, informou o Departamento de Justiça.

Os dois agentes especiais foram atacados a tiros enquanto dirigiam da cidade de Monterrey, no norte do país, à Cidade do México, uma região assolada pela violência relacionada às drogas.

Os militares mexicanos detiveram Espinoza, vulgo “El Piolín” (Piu-piu), em 23 de fevereiro, sob suspeita do homicídio do agente do ICE, afirmando ser ele o líder de um grupo de pistoleiros a serviço do cartel de drogas Los Zetas.

Um grande júri federal na capital dos Estados Unidos, Washington D.C., acusou Espinoza em abril, mas só agora o indiciamento foi aberto.

“El Piolín” se apresentou a um juiz distrital em Washington, em 21 de dezembro, e deve retornar à corte em 25 de janeiro.

“Este processo mostra nosso esforço inabalável de levar a julgamento aqueles que cometeram esse crime hediondo contra agentes da lei americanos”, declarou o procurador americano Ronald Machen. “Não descansaremos até que os responsáveis pelo assassinato do agente Zapata e do ferimento ao agente Ávila sejam levados à justiça.”

[AFP (México), 21/12/2011; Eluniversal.com.mx (México), 21/12/2011]

Você gostou desta reportagem?

0Rating_no

Incluir seu comentário

Pesquisa
Você considera o crime organizado uma ameaça à estabilidade em seu país?
Ver resultados