Você gostaria de fazer do português o idioma padrão deste site?
2009-07-10

10 de julho — Resumo das notícias da América do Sul

Eduardo Herrera

10 de julho — Resumo das notícias da América do Sul

TAMANHO DO TEXTO

LA PAZ, Bolívia — EUA deportam ex-ministro envolvido em repressão: O ex-ministro Luis Arce Gómez, que foi o titular da pasta do Interior e comandou o sistema de repressão da ditadura de Luis García Meza na Bolívia entre 1980 e 1981, chegou a La Paz após ser deportado dos EUA. Ele foi levado à prisão de Chonchocoro para cumprir pena de 30 anos sem direito a apelação. O presidente Evo Morales destacou o apoio da justiça americana no caso, classificando o ocorrido como um “dia histórico”. Durante a atuação de García Meza no governo boliviano, foram registrados 93 assassinatos, 27 desaparecimentos e pelo menos 4.000 prisões.

[DPA, EFE, El Deber]

SÃO PAULO, Brasil — Presidente do Senado enfrenta nova denúncia de irregularidade: A revelação de mais irregularidades complicou a situação do ex-presidente brasileiro José Sarney, um forte aliado do governo de Luiz Inácio Lula da Silva. Sarney tenta permanecer na presidência do Senado apesar das diversas acusações de corrupção contra a sua gestão na câmara alta do Congresso. Conforme a imprensa, a Fundação José Sarney, entidade privada criada pelo político de centro, teria desviado cerca de US$ 650 mil dólares da petrolífera estatal Petrobras para financiar um projeto cultural no estado do Maranhão, o qual acabou não se concretizando.

[O Estado de São Paulo, DPA]

SANTIAGO, Chile — Governo aumentará produção de energia em usinas a carvão: Apesar de críticas de grupos ambientalistas, o governo do Chile planeja construir usinas a carvão para que essa fonte de energia represente 25% da geração elétrica do país até 2015. “Não é possível haver segurança energética em curto prazo sem as centrais a carvão”, afirma o ministro da Energia, Marcelo Tokman. O motivo é a falta de chuvas e o corte do fornecimento de gás da Argentina, que prejudicaram o sistema de geração de eletricidade do país nos últimos anos.

[Reuters, Invertia]

BOGOTÁ, Colômbia — ONU informa que FARC reduziram idade de recrutamento: Segundo relatório da Organização das Nações Unidas, estima-se que os guerrilheiros das FARC tenham reduzido de 12,9 para 11,8 a idade média de recrutamento de crianças na Colômbia. “A guerrilha chega a comunidades e pede um filho por família”, disse o diretor do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos na Colômbia, Christian Salazar. “Em 2008, o recrutamento foi uma das principais das causas de deslocamentos internos da Colômbia”, afirmou. O governo colombiano estima que haja entre 14 mil e 17 mil menores de idade vinculados a grupos armados no país.

[EFE, Cambio, El Tiempo]

Você gostou desta reportagem?

3

Incluir seu comentário

Pesquisa
Você considera o crime organizado uma ameaça à estabilidade em seu país?
Ver resultados