Você gostaria de fazer do português o idioma padrão deste site?
2009-09-22

22 de setembro — Resumo das notícias da América do Sul

Eduardo Herrera

22 de setembro — Resumo das notícias da América do Sul

TAMANHO DO TEXTO

SÃO PAULO, Brasil — Argentina é convidada a participar de exploração petrolífera: O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, anunciou que as empresas argentinas poderão participar de projetos de exploração petrolífera no Brasil e produzir equipamentos com empréstimos oferecidos pelo governo brasileiro. O ministro, que se reuniu com a titular argentina da pasta da Produção, Débora Giorgi, afirmou que a Argentina tem capacidade de produção de equipamentos e componentes para a indústria. A fim de extrair petróleo dos campos do pré-sal, abaixo do leito marinho do Oceano Atlântico, o Brasil planeja realizar grandes investimentos nos próximos anos.

[La Nación, EFE]

LA PAZ, Bolívia — Investimentos em exploração de petróleo são interrompidos por exigências indígenas: Segundo a estatal Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB) e as empresas privadas do setor, as demandas exageradas de alguns povos indígenas do país transformaram-se em um freio para os investimentos nas áreas de exploração de petróleo. O presidente da YPFB, Carlos Villegas, reconheceu que as petrolíferas não poderão cumprir com a meta de investir US$ 600 milhões porque duas delas, Petrobras e British Gas (BG), adiaram os seus planos para 2010 devido a diferenças com grupos de indígenas guaranis e weenhayek no departamento de Tarija.

[La Razón, EFE]

ASSUNÇÃO, Paraguai — Presidente do Congresso rejeita políticas armamentistas: Ao reconhecer que o Estado paraguaio deve empregar os seus recursos econômicos em programas sociais e não em armas, o presidente do Congresso Nacional, Miguel Carrizosa, expressou a sua rejeição às políticas armamentistas na região. O líder da Câmara se manifestou após os ministros da Defesa, Luis Barreiro, e das Relações Exteriores, Héctor Lacognata, explicarem detalhes do seu encontro com os titulares bolivianos das mesmas pastas, Walker San Miguel e David Choquehuanca, respectivamente. As autoridades bolivianas deixaram claro o seu plano para a compra de armas da Rússia e o fortalecimento das guarnições de fronteira.

[Última Hora, EFE]

LIMA, Peru — Quarto julgamento de Fujimori é marcado para o fim do mês: Começa no dia 28 de setembro o quarto julgamento do ex-presidente peruano Alberto Fujimori, que governou o país de 1990 a 2000. O político deverá responder à acusação de peculato (mau uso de verbas públicas), crimes contra a administração pública e a liberdade, corrupção de funcionários, violação do segredo de comunicação e escutas telefônicas ilegais. Trata-se do quarto processo contra Fujimori desde que ele foi extraditado do Chile ao Peru em setembro de 2007. A promotoria pediu uma pena de oito anos de prisão e indenização ao Estado.

[Reuters, EFE]

Você gostou desta reportagem?

0

Incluir seu comentário

Pesquisa
Você considera o crime organizado uma ameaça à estabilidade em seu país?
Ver resultados