Você gostaria de fazer do português o idioma padrão deste site?
2009-09-30

30 de setembro — Resumo das notícias da América do Sul

Eduardo Herrera

30 de setembro — Resumo das notícias da América do Sul

TAMANHO DO TEXTO

BOGOTÁ, Colômbia — Governo restringe venda de energia elétrica a Venezuela e Equador: O Ministério de Minas e Energia da Colômbia anunciou que o país reduzirá as suas exportações de energia elétrica a Venezuela e Equador devido ao desabastecimento de gás natural em algumas regiões da Colômbia. Vamos restringir as exportações de energia, afirmou o ministro Hernán Martínez. Ele explicou que a medida será aplicada gradualmente a partir do dia 1º de outubro. A Colômbia exporta cerca de 340 megawatts ao Equador e 120 à Venezuela, mas não consegue cobrir o seu consumo diário de 800 milhões de pés cúbicos de gás.

[El Nacional, EFE]

CARACAS, Venezuela — Estudantes mantêm protesto na OEA: Cerca de 60 estudantes de diferentes universidades de Caracas decidiram manter uma greve de fome junto à representação da Organização dos Estados Americanos (OEA) na Venezuela. A decisão foi tomada mesmo após a libertação de Julio Rivas, estudante preso por perturbar a ordem ao participar de uma manifestação pública. Os manifestantes afirmaram que continuarão fazendo pressão até que sejam libertados outros estudantes presos por participarem de protestos anteriores e até que a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) visite a Venezuela.

[Reuters, El Universal]

BUENOS AIRES, Argentina — Ex-policial é preso por desaparecimento de cidadã francesa: O ex-policial argentino Juan Coronel foi preso pelo seu envolvimento no desaparecimento da modelo franco-argentina Marie Anne Erize, sequestrada em outubro de 1976 durante o último período ditatorial argentino, que transcorreu de 1976 a 1983. Coronel, que estava sendo procurado pela justiça, foi preso na província de Córdoba. A modelo, filha de pais franceses, tinha 24 anos na época e se dedicava a trabalhos de assistência social em uma paróquia.

[Télam, EFE, Crítica de la Argentina]

SANTIAGO, Chile — País confirma exercício militar apesar de descontentamento peruano: Para tornar mais transparentes as operações do exercício militar Salitre 2009, o governo do Chile convidou o Peru a participar como observador, mas se negou a cancelar as manobras que ocorrerão nos desertos do norte do país. O ministro da Defesa do Chile, Francisco Vidal, declarou que as atividades conjuntas com as forças aéreas de Argentina, Brasil, Estados Unidos e França serão executadas sobre céu e território chileno. O governo peruano critica as operações porque elas se baseiam na situação hipotética de que o Chile poderia ser invadido pelo norte.

[La República, La Nación, DPA]

LIMA, Peru —Terremoto atinge sudoeste peruano, próximo à Bolívia: Um terremoto que registrou 5.9 na Escala Richter atingiu o sudoeste peruano em 30 de setembro. O tremor ocorreu a cerca de 160 km da capital boliviana de La Paz, a uma profundidade de 250 mil metros. Informações preliminares apontam que não houve feridos ou danos e os moradores da região disseram que não sentiram o terremoto. As capitais Lima, no Peru, e La Paz, na Bolívia, não chegaram a tremer.

[Reuters, NPR]

Você gostou desta reportagem?

0Rating_no

Incluir seu comentário

Pesquisa
Você considera o crime organizado uma ameaça à estabilidade em seu país?
Ver resultados