Você gostaria de fazer do português o idioma padrão deste site?
2009-10-15

15 de outubro — Resumo das notícias da América do Sul

TAMANHO DO TEXTO

BOGOTÁ, Colômbia — Uribe rejeita mandado de prisão de general colombiano: O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, rejeitou o mandado de prisão emitido por um juiz do Equador contra o comandante das Forças Militares da Colômbia, o general Freddy Padilla de León, como parte do processo aberto pela justiça equatoriana em função do bombardeio a um acampamento das FARC em março de 2008. A medida do juiz com relação ao general Padilla de León se soma ao mandado que, pela mesma razão, foi emitido por outro juiz equatoriano contra o ex-ministro da Defesa colombiano Juan Manuel Santos.

[AFP, EFE]

CARACAS, Venezuela — Chávez justifica desapropriação do hotel Hilton: O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afirmou que ordenou a desapropriação de um complexo turístico na ilha Margarita administrado pela rede Hilton devido aos obstáculos impostos pelo luxuoso hotel para a realização da recente cúpula entre a América do Sul e a África. "Tivemos de pedir muitas permissões para a segurança e para outras coisas", declarou Chávez. "Eles querem impor condições ao Estado e isso nós não vamos admitir." O ministro do Turismo, Pedro Morejón, disse que o Estado assumirá a administração do hotel devido ao vencimento da concessão governamental.

[DPA, El Financiero]

QUITO, Equador — Correa decreta "diálogo permanente" com indígenas: Por meio de um decreto executivo, o presidente do Equador, Rafael Correa, declarou a institucionalização de um "diálogo permanente" com o movimento indígena do país, liderado pela Confederação de Nacionalidades Indígenas do Equador (Conaie), que agrupa as comunidades da serra, da Amazônia e da costa. Assim, o governo se antecipa a uma eventual pressão por parte dos indígenas uma semana após a paralisação convocada pela Conaie contra o projeto que dará origem à Lei de Recursos Hídricos, que os manifestantes temem que acabará levando à privatização da água. Correa já descartou tal possibilidade.

[El Universo, EFE]

RIO DE JANEIRO, Brasil — OGX encontra reservas de até 1,5 bilhão de barris: A empresa brasileira de petróleo OGX, um dos empreendimentos privados do grupo do empresário Eike Batista, anunciou que os trabalhos de prospecção no bloco BM-C-41 da bacia de Campos revelaram reservas de petróleo de 500 milhões a 1,5 bilhão de barris. "Este excelente resultado revela o potencial petrolífero dos nossos blocos", afirmou Paulo Mendonça, diretor da empresa que detém 100% da concessão no local. As reservas estão na plataforma continental brasileira, a 2.347 metros de profundidade.

[Reuters, DPA]

Você gostou desta reportagem?

0Rating_no

Incluir seu comentário

Pesquisa
Você considera o crime organizado uma ameaça à estabilidade em seu país?
Ver resultados