Você gostaria de fazer do português o idioma padrão deste site?
2009-11-27

27 de novembro — Resumo das notícias da América Central e do Caribe

TAMANHO DO TEXTO

CIDADE DO MÉXICO, México — Banco Mundial empresta US$ 1,5 bilhão ao México: Com o objetivo de apoiar as políticas econômicas de resposta à crise global implantadas pelo presidente Felipe Calderón, o Banco Mundial concedeu um empréstimo ao México no valor de US$ 1,5 bilhão. O país, um dos mais atingidos pela crise, projetou um plano até dezembro de 2010 com medidas para gerar sustentabilidade financeira e fiscal e maior integração com a economia global. O programa, que recebeu aprovação do órgão, também abrange um plano de emprego temporário para 600.000 pessoas em 2010.

[AFP, El Financiero]

SAN SALVADOR, El Salvador — Missão comercial de espanhóis busca investir no país: Representantes de 21 empresas espanholas encontram-se em El Salvador com o propósito de investirem e fazerem negócios no país. A visita foi anunciada pela Câmara Oficial Espanhola de Comércio e Indústria de El Salvador (Camacoes), que informou que o intercâmbio comercial entre os dois países aumentou consideravelmente nos últimos anos. Entre 2006 e 2008 as exportações salvadorenhas para a Espanha aumentaram 74%, passando de US$ 59 milhões para US$ 103 milhões. Os representantes ibéricos pertencem a empresas dos setores de informática, serviços e fabricação de equipamentos da construção civil.

[EFE, Finanzas]

SANTO DOMINGO, República Dominicana — Polícia confisca 250 kg de produto usado para produzir drogas: Cerca de 250 kg de ácido fenilacético, produto que serve de base para o ecstasy e para a elaboração de anfetaminas, foram confiscados no aeroporto internacional da capital dominicana. A operação foi comandada pela Diretoria Nacional de Controle de Drogas (DNCD) com a colaboração das forças francesas de combate aos narcóticos, as quais confirmaram que a substância fora enviada por uma empresa farmacêutica da Índia e chegou à ilha em um voo procedente de Paris. Segundo as autoridades, o narcótico tinha como destino os países da América Central.

[Prensa Latina, Diario Libre]

CIDADE DA GUATEMALA, Guatemala — País luta contra a corrupção: Após os bons resultados no relatório sobre corrupção da Transparência Internacional, a Guatemala se uniu à Iniciativa para a Transparência do Setor da Construção (CoST). O programa é desenvolvido pelo Banco Mundial e tem como objetivo eliminar as práticas de corrupção dos projetos de infraestrutura financiados pelo Estado. O plano foi elogiado pelo presidente guatemalteco, Álvaro Colom, que manifestou a determinação de lutar contra o problema da corrupção ao dizer que ele é igual ou pior que a falta de segurança.

[EFE, Notimex]

Você gostou desta reportagem?

0Rating_no

Incluir seu comentário

Pesquisa
Você considera o crime organizado uma ameaça à estabilidade em seu país?
Ver resultados